Imagem capa - Comic Con Experience 2016 por Dantas Jr.
Dia a dia na Dantas Jr. Fotografia

Comic Con Experience 2016

Pelo terceiro ano consecutivo, eu fui convidado a fazer a cobertura da CCXP - Comic Con Experience através de uma agência de notícias. Para quem é geek, nerd, fã de quadrinhos, cinema e cultura pop em geral isso é um paraíso!


O mais legal é ver o quanto o evento cresceu, bem nos moldes da Comic Con de San Diego, o maior evento de cultura pop do mundo.


Mas, as pessoas me perguntam: "O que eu faço num evento desses?", "Como é meu trabalho?", "O que acontece nesse evento?".


Bom, vamos falar um pouco sobre a CCXP e que eu registrei.


Muitos devem se questionar, pois sabem minha admiração pelo tema e pensam que é só lazer. Até tem lazer, mas o trabalho é bem cansativo. 


Tudo começa com um planejamento nos dias que antecedem o evento. Levantamento das pautas a serem cobertas, Quais estúdios e temas de cada painel. Que atores estarão presentes... Tudo tem que ser bem mapeado para que tenhamos um planejamento detalhado de onde e quando estar em cada lugar para saber aproveitar bem e fazer um registro completo, afinal, quem vai receber as imagens precisa ilustrar suas matérias.


Na grande maioria das vezes, o que chama atenção mesmo são atores e os famosos cosplays. Eles rendem pautas e ilustram como nada o que é uma Comic Con.


Para quem não sabe, Cosplay, são as caracterizações de personagens feitas por pessoas comuns. Eles entram no espírito do evento e, literalmente, incorporam a personagem!


Mas, o que eu posso falar da CCXP 2016?


Como estive presente desde a primeira edição, registrando tudo, posso dizer o quanto ela se profissionalizou e como cresceu! E muito!


Um evento feito sem saber (nem tanto) como seria a aceitação do povo, mas com público fiel e ávido para novidades, não teria muito como dar errado. E, por mais que tenhamos problemas econômicos, o brasileiro é um dos povos que mais consome cultura pop e produtos dessa área (vide o número de visitantes na Disney todos os anos). Inevitável que se tornasse um sucesso, né?


Esse ano, com o aumento do evento em tamanho, aumentou o número de visitantes. Consequentemente, maiores filas. Mas, em contrapartida, tudo muito mais organizado. Alimentação, área voltada para negócios e auditórios.


Eu, que sempre fui admirador do Omelete e acompanho o site desde o início, tenho que dar os parabéns a toda equipe pela força de vontade e organização. Não é fácil fazer algo desse porte e, já no terceiro ano, ser colocado no calendário mundial das Comic Cons, ganhar respeito de artistas e estúdios e já ter o primeiro sub evento (ou spin of, falando na linguagem geek) derivado, uma Comic Con no Nordeste já em 2017!


E esse ano, o evento ainda teve como principal homenageado, Renato Aragão, o eterno trapalhão Didi Mocó Sonrisal Colesterol Novalgina Mufungo!


Aí, você me pergunta: Vale a pena ir?


Se você curte cinema, quer saber sobre os próximos lançamentos, gosta de cultura pop (quadrinhos, tv, música...), VALE! MUITO!


Se você quer comprar novos itens para suas coleções, tem um dinheirinho guardado e não resiste a novidades pop. VALE!!


Se quer fazer um programa diferente e família. VALE!


Agora, se você não suporta lugares cheios, acha que vestir roupa de herói e coisa de nerd, prefere ver o último filme do Woody Allen a assistir um blockbuster de super herói... Aí, sugiro a você um outro programa!


Abaixo, algumas imagens minhas que já foram enviadas para alguns jornais com a cobertura do evento desse ano.


E, se você tiver a oportunidade, nos vemos lá em 2017! A data já foi divulgada: de 07 a 10 de dezembro de 2017.